Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Secretário de Saúde, Alan Felippe usa a tribuna para explanar atuação no município de Vargeão

Publicado em 03/03/2020 às 14:04 - Atualizado em 03/03/2020 às 14:46

O Secretário de Saúde do município de Vargeão esteve presente na quarta Sessão da Câmara Municipal para falar a respeito da pasta que representa. Apresentou um levantamento da produção ambulatorial no ano de 2019 e previsões de serviços para 2020.

Foram investidos, somando recursos próprios e vinculados um total de R$ 5.600.000,00.

Esse valor foi destinado:

Não houve aquisições de frotas novas;

Viagens 897;

Pessoas/ Pacientes transportados 5.178;

Quilômetros rodados 176.663 km;

Cirurgias 215;

Atendimentos médicos na Unidade Básica de Saúde 19.199;

Procedimentos de média complexidade via Cis Amosc 2.265;

Atendimento nível superior 14.100;

Atendimento nível médio (enfermeiras) 21.264;

Procedimentos ambulatoriais 20.743,

Exames de laboratório 21.872;

Exames de Diagnose (parceria com Associação Hospitalar) 1.964;

Atividades educativas de grupo 81;

Assistência farmacêutica 19.082;

Atendimentos de emergência 155;

Visitas domiciliares 9.060;

Atendimentos odontológicos 117;

Sessões de pilates 1.476.

Houve a contratação de um agente de endemias para o combate à dengue, com campanhas, panfletos, visitações as casas, nas armadilhas do perímetro urbano e pontos estratégicos. Nessas ações foram encontrados 37 focos ainda não infectados com o vírus transmissor.

Previsões para 2020

Cito que em 2020 será dado andamento aos procedimentos cirúrgicos de média complexidade realizadas no hospital de Vargeão. Os recursos advêm do Governo Federal e Estadual, com complementação de recursos próprios do município.

Nesse ano está sendo realizado o serviço Saer/Fron, que é deslocamento do paciente com helicóptero, de total importância, já que há ganho de tempo no atendimento. O valor de investimento de Vargeão para custeio com manutenção da aeronave é de R$ 550.00/mês. A determinação de quem será atendido por esse programa, depende da central reguladora, que se encontra em Chapecó. A partir das informações dos sintomas e estado do paciente, essa central define se a pessoas será transferida com ambulância Samu ou com helicóptero.

As metas para esse ano serão aprimorar alguns programas, a implantação de práticas integrativas (reiki, cones hindu e ioga), e a criação do programa Sorriso Legal. Que consiste em ações de promoção e prevenção de saúde bucal. Um veículo está sendo adaptado com consultório odontológico que atenderá as escolas, bairros e localidades do interior (previsão de início das atividades em março de 2020). As ações que serão desenvolvidas pelo odontomóvel será ampliação de tratamentos de endodontia (canal), ortodontia e próteses dentárias que levarão mais comodidade e qualidade de vida para a população.